top of page
Piquet_bolina_Prost.jpg

FRASES DE PIQUET:

 

Piquet sempre foi espontâneo e tirava onda com todo mundo. As frases dele são as mais engraçadas da F1, mas existem muitas coisas que não podemos levar a sério, principalmente sobre seu desafeto Ayrton Senna. Seguem as melhores frases dele:

 

"Para quem você dedica esse campeonato? Eu dedico a mim mesmo, fui eu que ganhei, vou dedicar para quem?!”

“O que muda na sua vida o campeonato mundial? Não muda absolutamente nada... você acorda no dia seguinte com fome, dor de barriga, peida...”

“Eu não tinha o menor sonho, em um dia dirigir um carro de corrida, veio tudo por acaso”.

"Se eu tivesse o tanto de filho que andam dizendo por aí com certeza eu não seria piloto, e sim ator pornô."  Sobre a sua grande prole com diferentes mulheres.

“Eu falo o que penso, e me arrependo depois. Se fosse pensar muito, ia virar o Emerson (Fittipaldi) que só fala bem de todo mundo."

 “Radio Box é uma estação de rádio virtual, via boca-a-boca, da qual participei ativamente. Explico melhor rádio-box é puro bochicho, especulação, invenção e funciona graças à necessidade que todos têm de passar a frente uma notícia, acrescida de sua contribuição pessoal. Sabe como é que é: quem conta um conto aumenta um ponto. A gente começa inventando uma notícia daquelas impossíveis. Quanto mais impossível melhor. Aí você conta ao pé-de-ouvido, essa barbaridade ao primeiro que passar, de preferência alguém que não tenha muito contato. Depois é só ficar de olho no relógio para ver quanto tempo vai demorar para alguém vir contar a mesma história. Inventei diversas histórias que, de tão famosas, são tidas até hoje como verdades indescritíveis.

(Coluna Pé Embaixo do Estado de São Paulo sobre Radio Box em 11 de março de 1996) - O Herói Revelado pg 192

“Desembestava a falar durante duas horas, inventando as maiores peripécias e fazendo a alegria de D. Clotilde (minha mãe). O importante era que a história parecesse perfeitamente verídica e possível porque, afinal de contas, não era concurso de mentiras, mas um simples relato de “casos”. Graças a esse incentivo lúdico-literário que tive no lar, fui ficando cada vez melhor na coisa, tanto que me tornei um dos maiores roteiristas da Rádio Box, da qual ainda vou falar aqui. Inventar histórias de bate pronto e ficar como telespectador vendo essas mesmas histórias serem contadas, recontadas e reconfirmadas, até mesmo diretamente para você, é realmente hilariante. Só não é melhor do que na hora que você revela que é tudo inventado e assume a autoria”.

(pg 23 Livro EU ME LEMBRO MUITO BEM de Nelson Piquet)

Ser piloto não é só dirigir. Tem que trabalhar, conhecer o carro e reconhecer o valor dos mecânicos. Ser bom piloto é trabalhar muito, se sacrificar demais, tudo como uma ideia fixa: ser piloto." (Revista Auto Esporte Junho 1976 pg 95)

"Piquet vê a F1 hoje, muito diferente. Na época dele, entender de mecânica ajudava muito. Ele mesmo fez dois anos e meio de engenharia, mas diz que aprendeu mesmo na prática, acompanhando Gordon Murray até em demoradas sessões em túnel de vento. Recentemente, conversou com muita gente do seu tempo e ouviu a opinião unânime de que o campeonato não é mais de pilotos, mas de tecnologia”.

(Anuário AUTOMOTOR 2013 pg 29)

 

Sobre Mansell:

“Existem 3 diferenças entre eu e o Mansell, primeiro ele gosta de golfe, eu gosto de tênis... Segundo ele gosta de mulher feia, eu gosto de mulher bonita... Terceiro, ele perdeu 3 títulos e eu ganhei 3”.

"Mansell é o maior idiota que já vi."

 

"Mansell é um babaca."

"Mansell tem as 2 mulheres mais feias da Fórmula 1" Piquet falando sobre as mulheres do Mansell. Uma era a esposa dele, e a outra a estátua da mulher dele que o Mansell tinha mandado fazer e colocado no jardim de casa.

"O Mansell dizia que estava com problema de disenteria e a todo momento saía correndo para o banheiro. Só que ele não tinha nada, era puro fingimento. Acho que já estava preparando a desculpa para uma eventual derrota. Então, só de sacanagem, eu fui lá e roubei o papel higiênico. Quando viu que não tinha papel higiênico, aí sim ele urrou como um leão!"
(GP México 1987)

“Old Nigel nos treinos de classificação, sob pressão, rodou e aproveitou para dizer que não dava para continuar na corrida. Me tornei campeão do mundo.” (Anuário Francisco Santos 97 pg 29)

"Quando descobria alguma coisa boa para meu carro, eu só falava em cima da hora. Assim, não dava para o Mansell aproveitar."

“Quase tive um orgasmo”. (Depois do GP Canadá/91, quando Mansell deixou o carro morrer na última volta)

“Se o idiota do Mansell não fizer nenhuma besteira, dá para ganhar tranquilamente o campeonato de 91.” (Depois do GP Inglaterra/91)

“O Mansell, gente, só tem uma coisa: ele é um piloto rápido; agora, ele não é capaz de acertar um carro, ele perdeu três campeonatos do mundo que ele poderia ter ganhado se ele fosse um pouquinho mais inteligente, entende? E ele realmente fez, como se fala, a fama, porque eu dei essa pancada em Ímola, porque eu passei o ano todo capengando, andando atrás dele. Porque no ano anterior eu sempre andei mais rápido do que ele, apesar de que eu tive um ano muito ruim. Mas sempre andei mais rápido do que ele. Um ano depois, eu sempre andei mais lento do que ele por causa dessa pancada que eu dei em Ímola. E até o fim do ano eu fui melhorando e consegui ganhar o campeonato”.

(Entrevista ao Roda Vida em 2/5/94)

Sobre Senna:

"Perguntem a Senna, por que ele não gosta de mulher". (Início de 1988)

"O negócio dele é garotões. Eu nunca o vi com mulher."

“O casamento de Senna com Lilian Vasconcellos foi anulado”.

OBS: Lilian Vasconcellos negou a anulação do casamento e negou que Senna era gay: "Não teve anulação. Apenas nos separamos. Foi isso. Tenho todos os documentos, não devo nada para ninguém....”

Fonte:https://www.uol.com.br/esporte/f1/ultimas-noticias/2020/11/26/ex-rebate-piquet-apos-insinuacoes-de-que-senna-era-gay.htm?cmpid=copiaecola

 

“De tanto andar atrás da Lotus de Senna sei o que fazer para torná-la um carro campeão do mundo, falta piloto naquele carro”. (1987)

“Se eu ganhar o campeonato deste ano, ainda na Williams, o Senna tem um infarto. Se eu ganhar o do ano que vem com a Lotus, ele se suicida”. (1987)

"A verdade é que Senna não conseguiu acertar a Lotus. Vai para a McLaren para que Prost acerte o carro para ele."  (Jornal O Globo 13/09/1987 pg 45)

"Em 1986 Senna dizia que o carro era fantástico, mas o motor era desastroso. Em 1987 ele dizia que o motor era fantástico, mas o carro era ruim. Vai que tenho sorte e chego no melhor momento, carro e motor em ponto de bala." (Jornal o Globo 12/12/1987 pg 27)

“Senna e eu é como marido e mulher que não se falam mais”. (Piquet em 1988)

“Se continuar assim, sou capaz de chegar em 3º lugar durante o ano inteiro”. (Jornal O Globo 02/05/1988 pg 9)

 

"Meu erro foi não ter dedicado um tempo razoável para observar a Lotus, antes de assinar o contrato." (1990)

OBS: Depois que sentou na Lotus 88, ele viu que o carro era muito ruim, percebeu o que Senna passava com aquele carro e reconheceu que se equivocou.

“Ayrton nunca soube acertar um carro, sempre quis ir para o carro vencedor”.

OBS:  Piquet criou essa lenda urbana que Senna não era acertador, mas vários engenheiros e técnicos de várias equipes desde a F3 até a F1, dizem justamente o contrário.

 

“Preciso ver os tempos para me convencer. Quando o Patrese se aproximou, ele conseguiu fazer uma volta em 1m23s. É cascata, não dá para virar em menos de 1m28s só com a 6ª marcha. Ele “apagou” fisicamente e não tinha mais força”. (Depois do GP Brasil/91, sobre Senna ter ganho com a 6ª marcha)

 

"O Senna, é claro! Eu e o Prost já ganhamos tudo e estamos no final da carreira. Mansell é isso que se sabe: se tiver um motor um pouquinho mais delicado nas mãos, adeus, por que vai quebrá-lo mesmo. Já o Ayrton, não. É jovem, tem muito talento e vontade enorme de conquistar um título mundial. Ele seria meu piloto. Ele vai se matar para ser o melhor de todos os tempos." Quando foi perguntado quem seria o seu piloto caso ele tivesse uma equipe.

 

“Ayrton é um dos pilotos mais talentosos que tem, tem que esperar a vez dele, tem que esperar a chance dele, por que para ganhar você tem que ser o cara certo, no time certo, na hora certa.”

(Nelson Piquet e suas histórias incríveis, parte 2, gravado em 1987 - minuto 4 em diante)

 

"Senna é o melhor piloto? Porra nenhuma! Melhor é o Prost, que é tetracampeão" Perguntado se ele admitia que Senna era o melhor piloto da F1 e novamente batendo o pé contra seu desafeto. (1993)

 

"Garanto que a perda de Senna me abateu de uma forma de que na época nem eu imaginava. Ele foi um adversário duríssimo e me deu a chance, juntamente com Alain Prost e Nigel Mansell, de usufruir de momentos inesquecíveis. Algumas disputas com ele me exigiram doses gigantescas de alma, coração e junto, um prazer que se eternizou. Devo a eles grandes momentos e digo mais. Se ele ainda estivesse entre nós, a reverenciada habilidade de Michael Schumacher seria ainda mais valorizada. Certamente, o Alemão não iria ter a menor moleza”.

(Transcrito da entrevista de Piquet com Marcus Zamponi- Ayrton Senna Saudade O que faltava saber pg 152 e 153)

"Senna é o maior talento natural que eu vi na F1."

(Piquet em entrevista ao Reginaldo Leme no Programa Linha de Chegada)

“Senna foi muito bom, sem dúvida. Difícil comparar minha carreira com ele, ele ganhou três campeonatos, muitas corridas, mas com o mesmo carro, o mesmo motor, o mesmo pneu. Ele não teve a chance que eu tive de desenvolver um carro, desenvolver um pneu para ganhar um campeonato... São duas eras diferentes.”

(Piquet no Novo Sem Censura, junho de 2021)

Sobre Prost:

"Alain Prost professor? Se o Prost foi o cara que mais fez cagada na F1".

“Prost era um cara que ganhou muito, mas era um cara mesquinho terminou com 3 ou 4 casamentos da F1, por que dava encima da mulher dos outros. Ele era um cara aparentemente feio, ele ficava amigo do cara, para comer a mulher do cara”.

 

OBS: Tem um pouco de exagero nessa frase, mas é verdade que Prost cantava as mulheres dos seus amigos.

“Esse cara acabou com o casamento de 3 pilotos que eram amigos dele: Didier Pironi, Gerard Larrousse e Jacques Laffite. Um cara de pau que vai na casa do amigo, não sai de lá e depois come a mulher do amigo! Falando sério, é o único jeito de conseguir alguma coisa porque ele é MUITO FEIO!!!”

"Para mim ele está correndo do pau". "Prost fugiu da briga." Ao se referir à saída do Prost da McLaren em 1989 para ir para a Ferrari, fugindo do confronto com Senna.

 

Sobre Alan Jones:

“Jones é uma besta e estava desesperado porque Carlos Reutemann andava na frente dele. Nunca foi um piloto excepcional e foi campeão por que teve a sorte de pegar um carro bem acertado e um bom desenhista.” (A Trajetória de um Grande Campeão pg 87)

 

Sobre Rubens Barrichello:

"O Rubinho, apesar ter vencido algumas corridas, é um piloto comum e pegou um osso duro de roer, que é o Schumacher. Esse é o maior problema dele. Rubinho não fica impossibilitado por causa da Ferrari. Ele fica impossibilitado porque o Schumacher é melhor do que ele", opinou Piquet, crítico de Barrichello há anos.  

Sobre Nelsinho (Nelson Piquet Jr):

“Meu filho é 10 vezes melhor que eu”.

“O que eu e meu filho temos em comum? A MENTIRA”. (Entrevista ao Fantástico de 2004 para Glória Maria)

“Acho que Nelsinho trará mais problemas ao Alonso do que o espanhol teve com o Hamilton. Nelsinho não será segundo piloto de ninguém. Sei que não haverá privilégios na Renault, então a única obrigação dele é andar na frente do Alonso”.

 

Sobre Schumacher:

“Acho que o Schumacher vai acabar com o estoque de chassi da Benetton”. (Depois que Schumacher destruiu com o carro no treino do GP Japão/91)

“A cada dez anos tem dois ou três pilotos bons para dominar a F1, mas nos últimos 10 anos (anos 90) iria ser Schumacher ou Senna”.

(Documentário a Era dos Campeões)

 

“O maior adversário do Schumacher se foi em 1/5/1994”.

 

Sobre Lauda:

Piquet costuma referir-se em termos sempre elogiosos e gentis a Lauda, a quem considera como amigo e principal professor na categoria: 

 

"Quando cheguei a F1, não sabia como transmitir as informações sobre o carro para o engenheiro. Passei os primeiros seis ou sete testes acompanhando o trabalho da equipe. Toda a vez que o Lauda parava nos boxes eu me aproximava para saber de que forma ele passava as informações sobre o carro. Lauda é muito bom nisso”.

(Livro F1 Sinal Verde pag 138 e A Trajetória de um Grande Campeão – Piquet pg 53)

 

Sobre Patrick Head:

“Nelson Piquet: Olha, eu trabalhei com Patrick Head e, realmente, eu gostei de trabalhar com ele. É um engenheiro que quer vencer, não tem nenhuma vergonha de copiar as coisas, é muito prático. Eu posso falar até muito justo, porque eles, realmente, tentaram não deixar eu ganhar o campeonato. Mas até um certo ponto. Eles podiam muito bem largar nas últimas corridas sem duas marchas no câmbio, digamos, se fosse o caso, se eles quisessem realmente me parar no campeonato do mundo. Por tudo que aconteceu lá, eu, no fim do ano, em 87, tinha até me arrependido de ter assinado o contrato com a Lotus. Eu queria até voltar a ficar lá, porque eu, a partir do meio do ano, eu tive um relacionamento muito bom com ele e achei que eles iam fazer muita sujeira comigo. Você imagina! A partir do campeonato da Hungria, eu já tinha assinado com a Lotus, então eu ia sair. Se eu saísse, eles tinham a possibilidade de perder o motor Honda, que perderam. Então, muita coisa... E eles me trataram em iguais condições. Eles não deixaram eu desenvolver a suspensão ativa e ganhar a corrida de Monza com o pé nas costas - porque a suspensão era fantástica - mas eles... tiraram a suspensão, mas realmente eles não me impediram de ganhar o campeonato do mundo. Então eu não tenho nada a falar contra o Patrick. Eu gosto dele”.

(Sobre a Williams em 87, entrevista ao Roda Viva em 2/5/94)

OBS: Essa fala mostra que Piquet não ficou com rancor do Patrick Head.

 

Outros assuntos:


“Os carros da Ferrari são caixões sobre rodas”. (1982)

 

“Na Lotus vai ser diferente. Pedi alto e eles toparam. Com as pessoas certas nos lugares certos ela vai ser tão competitiva quanto hoje é a Williams." (Piquet após o anúncio da contratação pela equipe Lotus em 87)


"Na Indy não se aprende nada. É aposentadoria. É a escolha errada para quem está começando. Na Europa é mais difícil, mas é onde se aprende." Alertando aos pilotos brasileiros que querem seguir rumo a Indy.

"Uma corrida não se ganha na primeira volta, mas se perde." Dando um alerta aos novatos.

“Ser rápido é uma coisa, mas ter capacidade técnica e tática para enfrentar o desafio da luta pelo título ao longo de uma temporada é outra completamente diferente”. (1987)

“Tecnicamente foram o melhor team (Williams) que eu trabalhei, mas não fui para lá a fim de aplicar minha experiência acertando carros para outro colega me dificultar vitórias”. (1987)

"A Indy é um brinquedo para velho aposentado, como eu." Perguntado a diferença entre Fórmula-1 e Fórmula Indy.

"Se tiver eu como!!!" Perguntado se havia algum bicha na Fórmula 1 entre os pilotos.

"Senna se arrisca demais; Prost é cheio de frescura; Rosberg muito confuso; e Arnoux, um panacão."

Piquet reclamando da Formula Indy: "O cara roda, é bandeira amarela.... Passarinho cagou na pista, é bandeira amarela...."

"Tá com o ** coçando?"
Suzuka 87, dando autógrafo para torcedoras japonesas, que é óbvio, respondiam com um sorriso

"Vindo de mim, nenhum!"
Respondendo a um repórter sobre se ele tinha algum conselho para os jovens talentos brasileiros.

Repórter:
- E aí Piquet. Como vai ser a corrida amanhã?
Piquet:
- Sei lá porra, não sou adivinho!

 

bottom of page