top of page

CURIOSIDADES DA F1

Carroças rápidas.jpg

F1 ANTIGA:

1) Piloto a chegar em segundo e quarto lugares numa mesma corrida (era permitido no regulamento antigo até 1957):

Fangio no GP Mônaco /56 e Itália/56. Trocou de carro com companheiro de equipe.

OBS: Isso acontecia pois o piloto podia pegar o carro do seu companheiro de equipe e no final da corrida chegava em duas classificações diferentes.

 

2) Pilotos que chegaram em segundo e terceiro lugares na mesma corrida (era permitido no regulamento antigo até 1957):

Trintgnant e Farina no GP Argentina 55. Trocaram de carro com os companheiros de equipe.

OBS: Isso acontecia pois o piloto podia pegar o carro do seu companheiro de equipe e no final da corrida chegava em duas classificações diferentes.

3) Pilotos que fizeram juntos a VMR no mesmo GP:

Ascari e Gonzalez no GP Inglaterra 53

Fangio, Gonzalez, Hawthorn, Ascari, Moss, Marimon e Behra no GP Inglaterra 54

 

OBS: Isso acontecia devido o sistema de cronometragem rudimentar dos anos 50.

 

4) Pilotos que ganharam corridas por equipes diferentes numa mesma temporada:

Fangio em 1954 (ganhou pela Maserati e pela Mercedes)

Moss em 1958 (ganhou pela Cooper e pela Vanwall)

5) Pilotos beneficiados pelo regulamento que permitia pegar o carro do companheiro da equipe ou fazer corrida em dupla ou em trio (até 1957, 64 vezes):

Fangio (7X): Ita/50 e Fra/51 (Alfa Romeo), Bel/53 e Sui/53 (Maserati), Arg/56, Mon/56 e Ita/56 (Ferrari).

Gonzalez (5X): Hol/53 (Maserati), Bel/54, Ita/54, Arg/55 e Arg/57 (Ferrari)

Schell (6X): Fra/52 (Maserati), Arg/53 (Gordini), Arg/55 (Maserati), Ing/55 e Fra/56 (Vanwall), Mon/57 e Ita/57 (Maserati)

Moss (5X): Arg/55 (Mercedes), Bel/56, Fra/56 e Bel/56 (Maserati) e Ing/57 (Vanwall)

Ascari (4X): Ita/50, Fra/51, Ale/53 e Ing/54 (Ferrari)

Behra (4X): Arg/55, Mon/55, Bel/55 e Ita/56 (Maserati)

Collins (4X): Ing/56, Ale/56, Arg/57 e Ing/57 (Ferrari)

Farina (3X): Ita/51 (Alfa Romeo), Sui/52 e Arg/55 (Ferrari)

Musso (3X): Ita/53 e Arg/55 (Maserati), Ale/56 (Ferrari)

Castellotti (3X): Ing/55, Ing/56 e Ale/56 (Ferrari)

Hawthorn (2X): Ale/54 e Mon/57 (Ferrari)

Villoresi (2X): Arg/55 (Lancia), Ita/56 (Maserati)

Chaboud (1X): Fra/50 (Talbot)

Rosier (1x): Fra/50 (Talbot)

Fischer (1X): Fra/52 (Ferrari)

Flinterman (1X): Hol/52 (Maserati)

Flockhart (1X): Ing/54 (Maserati)

Volonterio (1x): Esp/54 (Maserati)

Menditeguy (1X): Arg/55 (Maserati)

Frère (1X): Mon/55 (Ferrari)

Tritignant (1X): Arg/55 (Ferrari)

Walker (1X): Ing/55 (Connaught-Alta)

Oscar Gonzalez (1X) : Arg/56 (Maserati)

Pilette (1X): Mon/56 (Gordini)

Landi (1X): Arg/56 (Maserati)

Brabham: (1X) Fra/57 (Cooper)

Simon(1X): Ita/57 (Maserati)

6) Equipes que trocaram seus pilotos de carro ou fizeram corridas em duplas ou em trio, permitido pelo regulamento antigo (até 1957, 64 vezes):

1950 (4): Talbot (2X), Alfa Romeo (1X) e Ferrari (1X)

1951 (3): Alfa Romeu (2X) e Ferrari (1X)

1952 (4): Maserati (2X) e Ferrari (2X)

1953 (6): Maserati (4X), Ferrari (1X) e Gordini (1X).

1954 (6): Ferrari (4X) e Maserati (2X)

1955 (15): Maserati (6x), Ferrari (5X), Mercedes (1X), Lancia (1X), Vanwall (1X) e Connaught-Alta (1X)

1956 (17): Ferrari (8X), Maserati (7X), Gordini (1X) e Vanwall (1X)

1957 (9): Ferrari (4X), Maserati (3X), Cooper/Clímax (1X) e Vanwall (1X)

RESUMO:

Ferrari (26X)

Maserati (24X)

Alfa Romeo e Vanwall (3X)

Gordini e Talbot (2X)

Mercedes, Lancia, Connaught-Alta e Cooper-Climax (1X)

F1 ANTIGA E MODERNA:

7) Pilotos que perderam títulos nos descartes:

Graham Hill em 1964

Alain Prost em 1988

8) Pilotos que lideravam o campeonato, mas perderam o título na última corrida do ano:

Fangio em 1950 para Farina

Graham Hill em 1964 para Surtees

Regazzoni em 1974 para Fittipaldi

Lauda em 1976 para Hunt

Prost em 1983 para Piquet

Mansell em 1986 para Prost

Schumacher em 1997 para J Villeneuve

Irvine em 1999 para Hakkinen

Hamilton em 2007 para Raikkonen

Alonso em 2010 para Vettel

9) Pilotos que estavam sendo campeões, mas perderam o título a poucas voltas o final:

Stirling Moss no GP Marrocos 1958, pois Phill Hill deixou Hawthorn passar na última volta.

Jim Clark no GP México 1964, Clark quebrou o motor na última volta.

Massa no GP Brasil 2008, Hamilton ultrapassou Glock na última volta.

Hamilton no GP Abu Dhabi 2021, Verstappen ultrapassou Hamilton na última volta.

Peter Collins no GP Itália 1956, Collins cedeu seu carro ao Fangio a 4 voltas do final.

Michael Schumacher no GP Europa 1997, bateu com Villeneuve a 21 voltas do final.

Jim Clark no GP África do Sul 1962, Clark quebrou o motor a 21 voltas do final.

OBS: Jim Clark perdeu 2 títulos por abandonos a poucas voltas do final.

10) Vitórias na última volta:

GP:     Piloto (equipe)   Voltas Lideradas

Itália 1953: Fangio (Maserati) 13
França 1954: Fangio (Mercedes) 48
EUA 1959: McLaren (Cooper) 1
França 1961: Baghetti (Ferrari) 7
Bélgica 1964: Clark (Lotus) 1
Itália 1967: Surtees (Honda) 1
Bélgica 1968: McLaren (McLaren) 1
Mônaco 1970: Rindt (Lotus) 1
Inglaterra 1970: Rindt (Lotus) 63
Itália 1971: Gethin (BRM) 3
Espanha 1975: Mass (McLaren) 3
França 1977: Andretti (Lotus) 1
África do Sul 1978: Peterson (Lotus) 1
São Marinho 1982: Pironi (Ferrari) 10
Mônaco 1982: Patrese (Brabham) 2
Canadá 1991: Piquet (Benetton) 1
Japão 1991: Berger (McLaren) 18
Hungria 1997: J Villeneuve (Williams) 1
Europa 1997: Hakkinen (McLaren) 1 
Espanha 2001: Schumacher (Ferrari) 39
Áustria 2002: Schumacher (Ferrari) 2
EUA 2002: Barrichello (Ferrari) 5
Brasil 2003: Fisichella (Jordan) 1
Europa 2005: Alonso (Renault) 9
Japão 2005: Raikkonen (McLaren) 6
Canadá 2011: Button (McLaren) 1

Abu Dhabi 2021: Verstappen (Red Bull) 1

11) Piloto que nunca venceu corridas na F1, mas derrotou 4 companheiros de equipe que venceram corridas:

Nick Heidfeld derrotou os seguintes companheiros de equipe:

- Kimi (21 vitórias) em 2001

- Massa (11 vitórias) em 2002

- Villeneuve (11 vitórias) em 2006

- Kubica (1 vitória) em 2006, 2007 e 2009

12) Campeões sem pole e sem VMR's no ano que foram campeões.

- Denny Hulme em 1967 e Niki Lauda em 1984 (não fizeram nenhuma pole nesses anos.)

- Emerson Fittipaldi em 1972 e 1974 (não fez nenhuma VMR nesses anos)

13) Únicas corridas sem abandono na História da F1:

GP Holanda/61- ninguém abandonou nem ninguém entrou nos boxes

GP EUA/2005- ninguém abandonou, mas apenas 6 pilotos largaram

GP Itália/2005

GP Europa/2011

GP China/2016

GP Japão/2016

GP França/2021

GP Turquia/2021 (na chuva)

GP Bélgica/2021 (durou 3 minutos)

GP Miami/2023

GP Espanha/2023

GP Abu Dhabi/2023

GP Bahrein/2024

 

OBS: Turquia/2021 foi a única corrida da história na chuva sem abandonos.  

14) Corridas da F1 sem ultrapassagem na pista:

Mônaco 2003

EUA 2005

Europa 2009

Rússia 2017

Bélgica 2021 (Só houve corrida com Safety Car)

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_recordes_da_F%C3%B3rmula_1

OBS: Nos anos 2000 devido a aerodinâmica dos carros era difícil ultrapassar na pista.  

15) Corrida com menor número de carros completando a prova:

Inglaterra/75 e Mônaco/82: chegou apenas um carro (mesmo que outros estivessem classificados no final da corrida)

Mônaco/96 e Mônaco/66 chegaram 4 carros.

Alemanha/56, Mônaco/59/62/68, Bélgica/66, França/67, Espanha/68/69/70, Argentina/77, San/82, EUA Leste/84, Afr/93 chegaram 5 carros.

OBS: 

Mônaco e Bélgica 1966: ninguém completou 90% da corrida em 6º lugar.

Espanha e Mônaco 1968: ninguém completou 90% da corrida em 6º lugar.

EUA 1984: ninguém completou 90% da corrida em 6º lugar.

 

16) Corrida com maior número de carros completando a prova:

GP Europa/2011-chegaram 24 carros.

17) Corrida com maior número de abandonos percentual:

96,2% Espanha 75

95,0% Mônaco 82

81,8% Mônaco 96

18) Corrida com mais pit stops:

Hungria 2011: 88 pit stops

19) Menor diferença entre o 1º, 2º, 3º, 4º e 5º lugares na chegada:

GP Itália/71- 5 primeiros colocados em menos de 0,6s

GP Espanha/81- 5 primeiros colocados em menos de 1,3 s

20) Maior diferença em treinos:

GP Alemanha/68: Ickx (pole) para Amon (2º) 10,9 s - Pista Longa (treino sob nevoeiro)

GP Itália/57: Fangio (pole) para Moss (2º)- 10,1s- Pista Longa (Monza antiga)

GP Alemanha/67: Clark (pole) para Hulme (2º)- 9,4s - Pista Longa

GP Alemanha/64: Surtees (pole) para Clark (2º)- 8,4s Pista Longa

GP Alemanha/61: P Hill (pole) para Brabham (2º)- 6,2s- Pista Longa

GP Bélgica/56: Fangio (pole) para Moss (2o) 4,9 s - Pista Longa

GP Alemanha/53: Ascari (pole) para Fangio (2º): 3,9s - Pista Longa

GP Bélgica/68: Amon (pole) para Stewart (2º): 3,7 s - Pista Longa

GP Alemanha/65: Clark (pole) para Stewart (2º): 3,4s - Pista Longa

GP Alemanha/54: Fangio (pole) para Hawthorn (2º): 3,2s - Pista Longa

GP Bélgica/66: Surtees (pole) para Rindt (2º): 3,2s - Pista Longa

GP Bélgica/67: Clark (pole) para Gurney (2º): 3,1 s - Pista Longa

GP Bélgica/51: Fangio (pole) para Farina (2º): 3,0s - Pista Longa

GP Bélgica/52: Ascari (pole) para Farina (2º): 3,0s - Pista Longa

GP EUA/59: Moss (pole) para Brabham (2º): 3,0s -  Pista Longa

GP Alemanha/62: Gurney (pole) para G Hill (2º): 3,0s -Pista Longa

GP Austrália/2005: Fisichella (pole) para Trulli (2º)- 3,0s Choveu no treino e ele pegou a pista seca. Seu tempo foi Q1 + Q2.

GP Alemanha/52: Ascari (pole) para Farina (2º): 2,9s - Pista Longa

GP Alemanha/57: Fangio (pole) para Hawthorn (2º): 2,8s - Pista Longa

GP Mônaco/50: Fangio (pole) para Farina (2º): 2,6s

GP Suíça /52: Farina (pole) para Taruffi (2º): 2,6s

GP Bélgica/60: Brabham (pole) para Brooks (2º): 2,5s

GP França/83: Prost (pole) para Cheever (2o) 2,3s

GP Argentina/56: Fangio (pole) para Castelotti (2º): 2,2s

GP Bélgica /92: Mansell (pole) para Senna (2º) 2,2s

GP Holanda/52: Ascari (pole) para Farina (2º): 2,1s

GP Bélgica/65: Hill (pole) para Clark (2º): 2,1s- Pista Longa

GP Portugal/59: Moss (pole) para Brabham (2º): 2,0s

GP Bélgica/53: Fangio (pole) para Ascari (2º): 2,0s- Pista Longa

21) Pilotos que foram 1 segundo (ou mais) mais rápido que o 2º colocado no treino:

Fangio (17): Mon/50, Fra/50(*), Sui/51, Bel/51 (*), Fra/51 (*), Bel/53 (*), Bel/54 (*), Fra/54 (*), Ing/54, Ale/54 (*), Arg/56, Bel/56 (*), Fra/56 (*), Arg/57, Fra/57 (*), Ita II/57 (*), Ale/57 (*).

Senna (10): EUA/85, Mon/88, Mon/89, EUA/89, Ale/89, Ita/89, Jap/89, EUA/91, Hun/91 e Bel/91.

Ascari (10):  Ale/51 (*), Esp/51, Bel/51 (*), Fra/52 (*), Ale/52 (*), Hol/52, Hol/53, Ing/53, Ale/53 (*) e Esp/54.

Mansell (7): Bel/87, EUA/87, Bra/92, Esp/92, San/92, Ing/92, Bel/92 (2,2s mais rápido).

 

Clark (6): Mex/63, Ale/65 (*), Ale/66 (*), Bel/67 (*), Ale/67 (*), Afr/68.

Moss (4): Por/59. EUA II/59 (*), Arg/60 e Mon/60.

(*) Pistas Longas, aumentam a diferença de tempo entre os pilotos.

22) Mulheres que correram na F1:

Maria Teresa de Filippis (ITA) 58

Lella Lombardi (ITA) 75 a 76, marcou o único ponto de uma mulher na F1 na Espanha 75.

Divina Galica (ING) 77

OBS: Giovanna Amati fez 3 treinos na F1 em 1992, mas não conseguiu se classificar para nenhuma corrida, mas ela usou o número 208, o número mais alto usado num carro na história da F1. Divina Galica correu com número 13, só ela e Moises Solana no GP México 1963 usaram o número 13 na F1. 

23) Pilotos que ganharam sem liderar a corrida:

Fagiolli- Fra/51

Musso-Arg/56

Brooks- Ing/57

Lauda-Ita/78

Prost-Bra/82

De Angelis-San/85

D Hill –Bel/94

24) GP`s mais rápidos da história:

GP Bélgica/2021- 3 minutos

GP Austrália/91- 24 minutos

GP Espanha/75- 42 minutos

GP Áustria/75- 57 minutos

GP Mônaco/84- 1 h e 1 minuto

GP Itália/78- 1 h e 7 minutos

GP Bélgica/2001- 1 h e 8 minutos

25) GP mais longo da história:

GP Canadá/2011- 4 horas e 4 minutos

26) Equipes que marcaram pontos em todas as corridas da temporada:

Cooper em 1960

BRM em 1962

Lotus em 1963

Benetton em 1992

Williams em 1993

Ferrari em 2000, 2002 e 2004

RBR 2011, 2013, 2022 e 2023

Mercedes 2014, 2015, 2017, 2019, 2020 e 2022

27) Corridas com mais ultrapassagens (1983-2023)

Holanda 2023 com 180 ultrapassagens

FONTE: https://www.msn.com/pt-br/esportes/automobilismo/gp-da-holanda-bate-recorde-e-dispara-no-ranking-de-ultrapassagens-da-f1-2023/ar-AA1fYJtE?ocid=msedgntp&cvid=4cafe486525b4718833eee25adedae38&ei=9 

 

China 2016 com 161 ultrapassagens

FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_recordes_da_Formula_1 (lista de recordes da F1)

28) Pilotos que correram por mais equipes:

Amon (14)

Tritgnant e Johansson (11)

Moss, Ickx e De Cesaris (10)

29) Pódio com 3 campeões mundiais:

Silverstone (Grã-Bretanha) - 1953
1 - Ascari (Ferrari) 2 - Fangio (Maserati) 3 - Farina (Ferrari)


East London (África do Sul) - 1965
1 - Clark (Lotus-Climax) 2 - Surtees (Ferrari) 3 - G. Hill (BRM)

Silverstone (Grã-Bretanha) - 1965
1 - Clark (Lotus-Climax) 2 - G. Hill (BRM) 3 - Surtees (Ferrari)

Zandvoort (Holanda) - 1966
1 - Brabham (Brabham-Repco) 2 - G. Hill (BRM) 3 - Clark (Lotus-Climax)

Monza (Itália) - 1967
1 - Surtees (Honda) 2 - Brabham (Brabham-Repco) 3 - Clark (Lotus-Ford)

Cidade do México (México) - 1967
1 - Clark (Lotus-Ford) 2 - Brabham (Brabham-Repco) 3 - Hulme (Brabham-Repco) (Hulme tinha conquistado o título nessa corrida)

Kyalami (África do Sul) - 1970
1 - Brabham (Brabham-Ford) 2 - Hulme (McLaren-Ford) 3 - Stewart (March-Ford)

São Paulo (Brasil) - 1973
1 - Fittipaldi (Lotus-Ford) 2 - Stewart (Tyrrel-Ford) 3 - Hulme (McLaren-Ford)

Rio de Janeiro (Brasil) 1983

1- Piquet (Brabham-BMW) 2- Keke Rosberg (Williams-Ford) e 3 Lauda (McLaren- Ford)

Adelaide (Austrália) - 1988
1 - Prost (McLaren-Honda) 2 - Senna (McLaren-Honda) 3 - Piquet (Lotus-Honda)
(considerando que Senna obteve o título na corrida anterior, em Suzuka)

Phoenix (Estados Unidos)- 1991
1 - Senna (Mclaren-Honda) 2 - Prost (Ferrari) 3 - Piquet (Benetton-Ford)

Montreal (Canadá)-2010

1-Hamilton (McLaren-Mercedes) 2-Button (McLaren-Mercedes) 3-Alonso (Ferrari)

Catalunya (Espanha) -2011

1- Vettel (RBR- Renault) 2- Hamilton (McLaren- Mercedes) 3- Button (McLaren- Mercedes)

Monte Carlo (Mônaco)-2011

1- Vettel (RBR- Renault) 2- Alonso (Ferrari) 3- Button (McLaren- Mercedes)

Hungria (Hungaroring) 2011

1- Button (McLaren-Mercedes) 2- Vettel (RBR- Renault) 3- Alonso (Ferrari)

Itália (Monza) 2011

1-Vettel (RBR- Renault), 2- Button (McLaren-Mercedes) 3- Alonso (Ferrari)

Japão (Suzuka) 2011

1-Button (McLaren-Mercedes), 2-Alonso (Ferrari) e 3-Vettel (RBR-Renault)

Índia 2011

1-Vettel (RBR- Renault), 2- Button (McLaren-Mercedes) 3- Alonso (Ferrari)

Abu-Dhabi 2011

1-Hamilton (McLaren- Mercedes), 2-Alonso (Ferrari) e 3-Button (McLaren-Mercedes)

Austrália 2012

1- Button (McLaren- Mercedes), 2-Vettel (RBR-Renault) e 3- Hamilton (McLaren- Mercedes)

Europa 2012

1-Alonso (Ferrari), 2-Raikkonen (Lotus-Renault) e 3- Schumacher (Mercedes)

Alemanha 2012

1-Alonso (Ferrari), 2- Button (McLaren-Mercedes) e 3- Raikkonen (Lotus-Renault)

Bélgica 2012

1-Button (McLaren-Mercedes), 2-Vettel (RBR-Renault) e 3- Raikkonen (Lotus-Renault)

Singapura 2012

1-Vettel (RBR- Renault), 2- Button (McLaren-Mercedes) 3- Alonso (Ferrari)

Abu Dhabi 2012

1-Raikkonen (Lotus-Renault), 2-Alonso (Ferrari) e 3- Vettel (RBR-Renault)

EUA 2012

1-Hamilton (McLaren-Mercedes), 2-Vettel (RBR-Renault) e 3- Alonso (Ferrari)

Austrália 2013

1- Raikkonen (Lotus-Renault), 2- Alonso (Ferrari) e 3- Vettel (RBR-Renault)

China 2013

1-Alonso (Ferrari), 2-Raikkonen (Lotus-Renault) e 3 Hamilton (Mercedes)

Canadá 2013

1-Vettel (RBR-Renault), 2- Alonso (Ferrari) e 3 Hamilton (Mercedes)

Hungria 2013

1-Hamilton (Mercedes), 2- Raikkonen (Lotus-Renault) e 3-Vettel (RBR-Renault)

Bélgica 2013

1-Vettel (RBR-Renault), 2-Alonso (Ferrari) e 3-Hamilton (Mercedes)

Singapura 2013

1-Vettel (RBR-Renault), 2-Alonso (Ferrari) e 3-Raikkonen (Lotus-Renault)

EUA 2017

1-Hamilton (Mercedes), 2- Vettel (Ferrari) e 3- Raikkonen (Ferrari)

Austrália 2018

1-Vettel (Ferrari), 2- Hamilton (Mercedes) e 3- Raikkonen (Ferrari)

Inglaterra 2018

1-Vettel (Ferrari), 2- Hamilton (Mercedes) e 3- Raikkonen (Ferrari)

Hungria 2018

1-Hamilton (Mercedes), 2- Vettel (Ferrari) e 3- Raikkonen (Ferrari)

Austrália 2023

1-Verstappen (Red Bull), 2-Hamilton (Mercedes) e 3- Alonso (Aston Martin)

OBS: Pódio com mais títulos juntos: 11 títulos.

Canadá 2023

1- Verstappen (Red Bull), 2-Alonso (Aston Martin) e 3-Hamilton (Mercedes).

OBS: Pódio com mais títulos juntos: 11 títulos.

30) Corrida com mais brasileiros na F1:

Canadá e Alemanha 2001 (5) (Barrichello, Bernoldi, Marques, Zonta e Burti).

31) Três brasileiros na zona de pontuação (5 vezes com 3 brasileiros):

Alemanha 1973 (Pace, Wilsinho e Fittipaldi)

Inglaterra 1988 (Senna, Gugelmin e Piquet)

Bélgica 1990 (Senna, Piquet e Gugelmin)

Bélgica 1991 (Senna, Piquet e Moreno)

Mônaco 2004 (Barrichello, Da Matta e Massa)

32) Dobradinhas do Brasil (11):

Bra/75: Pace e Fittipaldi

Ing/75: Fittipaldi e Pace

Bra/86: Piquet e Senna

Ale/86: Piquet e Senna

Hun/86: Piquet e Senna

Mon/87: Senna e Piquet

EUA/87: Senna e Piquet

Hun/87: Piquet e Senna

Ita/87: Piquet e Senna

Can/90: Senna e Piquet

Jap/90: Piquet e Moreno

33) Três sulamericanos nas 3 primeiras posições do grid de largada:

GP Japão 2003: Barrichello 1o, Montoya 2o e Da Matta 3o.

34) Pit Stops mais rápidos da F1 (os que são tempos oficiais estão marcados *):

McLaren-Norris- GP Catar 2023 tempo 1,80s (2ª parada, segundo Reginaldo Leme no GP Brasil 2023)

RBR-Verstappen – GP Brasil 2019 tempo 1,82s (1ª parada, na TV apareceu 1,9s) Segundo informação oficial da FIA.

RBR- Verstappen – GP Rússia 2020 tempo 1,86s (1ª parada na TV apareceu 1,9s)

RBR- Albon – GP Portugal 2020 tempo 1,86s (2ª parada na TV apareceu 1,8s)

RBR-Verstappen – GP Alemanha 2019 tempo 1,88s (1ª parada, na TV apareceu 2,0s) Informação do Reginaldo Leme no GP Hungria 2019.

RBR- Albon – GP Rússia 2020 tempo 1,88s (a TV não mostrou)

RBR-Verstappen – GP Hungria 2021 tempo 1,88s (4ª parada, a TV mostrou 1,8s)

RBR- Albon – GP México 2019 tempo 1,9s (2ª parada)

RBR- Verstappen – GP Brasil 2019 tempo 1,9s (1ª parada)

RBR- Verstappen – GP Brasil 2019 tempo 1,9s (2ª parada)

RBR- Verstappen – GP Espanha 2020 tempo 1,9s (1ª parada)

RBR- Albon GP Sakhir 2020 tempo 1,9s (1ª parada na TV apareceu 2,0s)

RBR- Verstappen – GP Bahrein 2021 tempo 1,9s (2ª parada)

RBR- Verstappen - GP Portugal 2021 tempo 1,9s (2ª parada)

RBR- Verstappen- GP Azerbaijão 2021 tempo 1,9s (1a parada)

RBR-Gasly - GP Inglaterra 2019 tempo 1,91s Pela informação do Reginaldo Leme no GP Hungria 2019.

Williams-Massa- GP Europa 2016 tempo 1,92s (1ª parada) Pela informação oficial da FIA. Alguns sites informam 1,89s.

Mercedes- Bottas GP China 2019 tempo 1,92s (2ª parada) Segundo informação do AUTOESPORTE de 16/06/2019.

RBR- Verstappen GP Alemanha 2020 tempo 1,92s (1ª parada na TV apareceu 2,0s)

RBR-Webber- GP EUA 2013 tempo 1,923s (1ª parada) Segundo Reginaldo Leme na volta 65 do GP Brasil 2013.

RBR- Albon- GP Delle-Mile Romagna 2020 tempo 1,93s (1ª parada na TV mostrou 2,1s)

RBR- Verstappen GP Estíria 2020 tempo 1,95s (1ª parada, mas a TV não mostrou)

RBR- Verstappen GP Portugal 2020 tempo 1,96s (1ª parada, mas a TV não mostrou)

Ferrari- Vettel- GP Brasil 2018 tempo 1,97s (1ª parada) Pela informação oficial da FIA foi 1,97s.

RBR- Ricciardo GP Itália 2016 tempo 1,98s (pelo site da FIA) (2ª parada) Na corrida foi mostrado o tempo de 2,10s.

McLaren- Ricciardo GP México 2022 tempo 1,98s (pelo site da FIA) (1ª parada) A TV não mostrou esse pit stop.

RBR- Perez GP Hungria 2023 tempo 1,98s (2ª parada)

Williams- Massa GP Alemanha 2016 tempo 2,00s (1ª parada)

Williams- Massa GP Malásia 2016 tempo 2,00s (1ª parada)

RBR- Verstappen GP Abu Dhabi 2018 tempo 2,00s (1ª parada)

RBR- Verstappen – GP Hungria 2020 tempo 2,00s (2ª parada)

RBR- Verstappen – GP Espanha 2020 tempo 2,00s (2ª parada)

RBR- Albon – GP Toscana 2020 tempo 2,00s (1ª parada)

Williams- Russell GP Rússia tempo 2,00s (1ª parada, mas a TV não mostrou)

RBR- Verstappen GP Eifel 2020 tempo 2,00s (1ª parada)

RBR- Verstappen GP Estíria 2021 tempo 2,00s (1ª parada)

RBR- Verstappen GP Estíria 2021 tempo 2,00s (1ª parada)

RBR- Perez GP Holanda 2022 tempo 2,00s (1ª parada)

RBR- Perez GP Brasil 2022 tempo 2,00s (1ª parada)

McLaren- Piastri GP Hungria 2023 tempo 2,00s (1ª parada)

McLaren- Piastri GP Catar 2023 tempo 2,00s (2ª parada)

McLaren- Norris GP EUA 2023 tempo 2,00s (2ª parada)

RBR-Webber- GP Malásia 2013 tempo 2,05s (2a parada). Pela informação oficial da FIA.

Williams- Massa- GP Japão 2016 tempo 2,05s *(1ª parada). Na corrida foi mostrado o tempo de 2,10s.

RBR- Perez - GP Espanha 2023 tempo 2,07s (1ª parada, pela informação do Giaffone no GP Canadá 2023)

RBR-Verstappen- GP Abu Dhabi 2018 tempo 2,08s (1a parada). Pela informação oficial da FIA.

35) Mais punições de drive through por excesso de velocidade ou queimar a largada:

Rubens Barrichello (11 vezes): Aus 94, Mon 95, Fra 95, Ing 95, Aus 99, Mon 2002, Mon 2005, Aus 2006, Mal 2006 e Mon 2006 e Aus 2008.

36) Piloto que mais se envolveu em acidentes e incidentes com outros pilotos:

Romain Grosjean: 31 vezes

2009 (1): Bélgica (bateu com Button).

2012 (7): Austrália (batida com Maldonado), Malásia (toque com Schumacher), Mônaco (toque com Alonso e Schumacher), Europa (toque com Maldonado), Bélgica (bateu com Hamilton e Alonso), Japão (batida com Webber), Abu Dhabi (toque de rodas com Rosberg e batida com Perez).

2013 (3): Espanha (toque com Sutil), Mônaco (batida com Ricciardo), Hungria (bate com Button).

2014 (1): Rússia (toque no Sutil).

2015 (4): Austrália (batida com Maldonado), Mônaco (batida com Verstappen), Canadá (toque com Stevens), Inglaterra (fez salseiro na largada provocou SC).

2016 (2): China (quebrou o bico na largada no toque com outro carro), Bélgica (toque de rodas com Kimi).

2017 (3): Rússia (batida com Palmer), Canadá (toque no Sainz), Brasil (batida com Ocon).

2018 (4): Espanha (fez salseiro na largada e provocou SC), Inglaterra (bateu com Sainz), EUA (bateu com Leclerc), Abu Dhabi (bateu com Hulkenberg).

2019 (3): Alemanha (toque de rodas com Magnussen), Singapura (batida com Russell), Rússia (batida com Giovinazzi).

2020 (1): Bahrein (batida com Kvyat e após a batida no muro o carro pega fogo).

OBS: Hungria 2014 e Azerbaijão 2018, Grosjean bateu sozinho com Safety Car na pista. Fato raro na história.

37) Piloto mais desclassificado por atitudes anti-desportivas:

Clay Regazzoni: EUA/1975 (segurando Fittipaldi para Lauda ganhar) e Inglaterra/1976 (ao provocar batida com Lauda)

38) Quem utilizou o número ZERO no carro:

Jody Scheckter em 1973 (na última corrida do ano)

Damon Hill em 1993.

39) Quem utilizou o número UM no carro sem ser campeão:

Ronnie Peterson em 1974

Motivo: Stewart foi o campeão de 73 e se aposentou, Emerson foi o vice. O número 1 ficou com a Lotus que foi campeã de construtores, pelo regulamento de 73 que valia apenas o melhor resultado de um piloto da equipe de cada etapa.

40) Trio mais comum no pódio da F1:

1- Hamilton, Bottas e Verstappen 20

2- Hamilton, Rosberg e Vettel 14 (OBS: Em 2016 foram 9 pódios com os três).

3-Vettel, Webber e Alonso 13

4- Schumacher, Hakkinen e Coulthard 12

5- Hamilton, Bottas e Vettel 12

41) Pódio idêntico mais comum:

1- Hamilton, Rosberg e Vettel 8

2- Hamilton, Bottas e Verstappen 7

3- Hamilton, Verstappen e Bottas 6

4- Vettel, Webber e Alonso 5

5- Hamilton, Rosberg e Ricciardo 5

42) Campeão da F1 que mais abandonou corridas com problemas físicos:

Mansell 5 vezes (Inglaterra 82, Canadá 83, França 83, Hungria 88, Espanha 95)

43) Mais pilotos dentro de um segundo nos grids:

20 pilotos (2): Aut/23 e Bra/23.

19 pilotos (2): Abu/23 e Bah/24.

18 pilotos (1): Hun/23.

17 pilotos (1): Sin/23.

16 pilotos (3): Mon/12, Can/12, Abu/13.

15 pilotos (13): Esp/08, Eur/08, Bel/09, Chi/12, Bah/12, Eur/12, Cor/12, Jap/13, Sak/20, Aze/21, Est/21, Mon/23, Jap/23.

14 pilotos (22): Hol/75, Hol/76, Aut/97, Bra/07, Bel/08, Bra/08, Chi/09, Esp/09, Hun/09, Eur/09, Ita/09, Eur/10, Eur/12, Hun/12, Ita/12, Ita/13. Cor/13, Aut/14, Mon/16, Saz/20, Aut/21 e Cat/21.

13 pilotos (22): Afr/73, Afr/74, Afr/75, Bra/03, Bra/06, Fra/07, Bra/07, Fra/08, Ing/08, Chi/08, Tur/09, Sin/09, Can/10, Bra/10, Jap/12, Ind/12, Hun/13, Bel/20, Bra/22, Ara/23, Aze/23, Ita/23.

12 pilotos (26): Fra/74, Ing/75, Afr/77, Ita/06, EUA/07, Mon/08, Ale/08, Ita/08, Jap/08, Aus/09, Bah/09, Mon/10, Tur/10, Abu/10, Ing/11, Aus/12, Esp/12, Ing/13, Ale/13, Bel/13, Ing/19, Hun/22, Mex/22, Mia/23, Cat/23, Mex/23.

11 pilotos (26): Afr/76, Ita/77, Afr/79, Fra/97, Ing/97, Fra/04, Aus/06, Eur/06, Esp/06, Aus/08, Tur/08, Can/08, Mal/09, Ing/09, Ale/10, Ita/10, Chi/10, Mal/12, Bra/12, Ind/13, Bra/18, Mon/21, Ita/21, Ara/21, Abu/21, Aus/23.

10 pilotos (43): Ing/61, Afr/72, Aut/74, Bel/75, Fra/75, Ing/77, Afr/78, Can/97, Ita/97, Eur/97, Aut/01, EUA/03, Ita/04, Bra/04, EUA/05, Mon/06, Ing/06,  Fra/06, Hun/06, Ing/07, Eur/07, Mal/08, Sin/08, Jap/09, Abu/09, Jap/10, Mal/11, Chi/11, Can/11, Abu/12, Aus/13, Bah/13, EUA/13, Bra/14, Ale/16, EUA/16, Mon/19, Fra/19, Esp/20, Fra/21, Hol/21, Bah/23, Ing/23.

44) Temporadas com GRIDS com 10 ou mais pilotos no mesmo segundo:

2008 e 2023> 16

2012 >> 15

2009 >> 14

2013 >> 12

2010, 2021 >> 10

2006 >> 9

1997 >> 6

1975, 2007 >> 5

2011 e 2020 >> 4

1974, 1977, 2004, 2016, 2019, 2022>> 3

1976, 2003, 2014>> 2

1961, 1972, 1973, 1978, 1979, 2001, 2005, 2018, 2024 >>1

45) Anos com mais pilotos na pole diferentes:

2005 (9): Fisichella, Alonso, Kimi, Montoya, Heidfeld, Button, Schumacher, Ralf e Trulli.

OBS: 1968, 1985 e 2009: 8 pilotos fizeram poles.

46) Anos com mais pilotos vencedores diferentes:

1982 (11): Villeneuve, Pironi, Tambay, Piquet, Rosberg, Alboreto, Arnoux, De Angelis, Patrese, Lauda e Prost.

1975 (9): Pace, Fittipaldi, Lauda, Regazzoni, Mass, Reutemann, Brambila, Hunt, Scheckter.

1977 (8): Andretti, Nilson, Lauda, Reutemann, Scheckter, Hunt, Laffite e Jones.

1983 (8): Piquet, Patrese, Prost, Tambay, Arnoux, Watson, Rosberg e Alboreto.

1985 (8): Alboreto, Senna, De Angelis, Prost, Lauda, Piquet, Mansell e Rosberg.

2003 (8): Raikkonen, Coulthard Fisichella, Ralf, Montoya, Schumacher, Barrichello e Alonso.

2012 (8): Raikkonen, Alonso, Vettel, Webber, Rosberg, Button e Hamilton e Maldonado.

1968 (7): Clark, Hill, Stewart, Siffert, Hulme, McLaren e Ickx.

1980 (7): Reutemann, Jones, Piquet, Pironi, Laffite, Arnoux e Jabouille.

1981 (7): Piquet, Jones, Reutemann, Prost, Villeneuve, Laffite e Watson.

 

OBS: As temporadas de 1977, 1982, 1983, 2003 e 2012 são consideradas as temporadas mais equilibradas da história da F1.

 

47) Corridas consecutivas com mais pilotos vencedores diferentes:

França 61 a França 62 (9): Baghetti, Trips, Moss, P Hill, Ireland, G Hill, McLaren, Clark e Gurney.

Mônaco 82 a Suíça 82 (9): Patrese, Watson, Piquet, Pironi, Lauda, Arnoux, Tambay, De Angelis e Rosberg.

Alemanha 82 a França 83 (8): Tambay, De Angelis, Keke Rosberg, Arnoux, Alboreto, Piquet, Watson e Prost.

Áustria 82 a San Marino 83 (8): De Angelis, Rosberg, Arnoux, Alboreto, Piquet, Watson, Prost e Tambay.

Mônaco 77 a Áustria 77 (7): Scheckter, Nilson, Andretti, Laffite, Andretti, Hunt, Lauda e Jones.

 

48) Mais líderes de um campeonato numa temporada (2010):

Alonso, Massa, Button, Webber, Hamilton, Vettel (6)

49) Mais campeões do mundo num campeonato (2012):

Vettel, Button, Alonso, Schumacher, Hamilton e Raikkonen (6)

50) Equipes que venceram corridas ou foram campeãs em suas estreias na F1:

Mercedes em 1954, Wolf em 1977, Brawn em 2009 (vencedoras na estreia)

Mercedes em 1954 e Brawn 2009 (campeãs no ano de estreia)

51) Único piloto que foi campeão do mundo e marcou 100% dos pontos da sua equipe:

Emerson Fittipaldi, Dave Walker seu companheiro não marcou nenhum ponto em 1972 pela Lotus.

Lauda).

52) Menor diferença de tempos no treino entre pilotos (do mais rápido até o último):

0,858 s no Q1 do GP Áustria 2023.

0,935 s no Q1 do GP Brasil 2023.

1,163 s no Q1 do GP Hungria 2022.

OBS: No Q2 do GP Europa 2012, 13 pilotos ficaram dentro de 0,3s.

53) Corrida com mais panes secas da F1:

GP San Marino 1985: Warwick, Brundle, Piquet, Senna, Watson e Boutsen (6 pilotos tiveram pane seca).

OBS: Nos anos 80 (1983-1988) com os motores turbo e limitação de consumo de gasolina, a pista com maior número de panes secas era San Marino com 17, seguido de Estoril com 6 e Silverstone com 4.

54) RECORDES DE VELOCIDADE MÁXIMA:

- Em 2001, Alesi no Jordan/Honda atingiu 363,2 km/h no retão de Monza na corrida. (Anuário Francisco Santos 2003 pg 174)

- Em 2003, Michael Schumacher de Ferrari fez 368,8 km/h no retão de Monza na corrida. (Anuário Automotor 2003 pg 137)

- Em 2004, Pizzonia conseguiu 369,9 km/h no retão de Monza com a Williams/BMW na corrida, na volta 9 da corrida no vácuo da Sauber do Fisichella. (Anuário Automotor 2004 pg 141)

- Em 2005, Raikkonen (McLaren-Mercedes) conseguiu 370,1 km/h no final do retão de Monza na corrida. Oficialmente era a maior velocidade absoluta da história da F1. E Montoya fez 372,2 km/h nos testes em Monza 10 dias depois. (Fonte Anuário Automotor 2005 pg 146)

- Em 2016, Bottas (Williams-Mercedes) conseguiu 372,5 km/h no final do retão do México. (Automotor 2016 pg 186)

- Em 2005, Jacques Villeneuve (Sauber-Ferrari) conseguiu atingir 375 km/h no retão de Monza nos treinos de 6ª feira. Recorde não oficial. (Resenha GP Itália 2005)

- Em 2016 em Baku, segundo informação não oficial da Williams, Bottas chegou a 378 km/h (Isso foi dito no começo do GP México 2016). Bottas pegou vácuo de dois pilotos. Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=IE1rZmbsu98 

MAIS CURIOSIDADES:

San Marino 1982: Winkelhock chegou em 6º mais foi desclassificado, e ninguém mais completou 90% da corrida.

Brasil 1983: Rosberg chegou em 2º lugar, foi desclassificado e estranhamente ninguém subiu na tábua de classificação.

Bélgica 2021: por causa da chuva os pilotos andaram atrás do SC e não teve corrida, mas valeram os pontos pela metade.

bottom of page