top of page

MAIORES TALENTOS NATURAIS NA F1

Senna 1o teste 1983.jpg

Senna no 1o teste na F1 (Williams em 19/07/1983)

O carro de F1 é considerado o veículo de competição mais difícil de se pilotar no planeta. São carros com frenagem, velocidade de curva e aceleração absurdas, necessitando do piloto muito reflexo, técnica apurada, habilidade para guiá-lo no limite.

Segue a lista daqueles pilotos que desde os primeiros contatos com um carro de F1 já andaram no limite, mostrando uma adaptação incrível à categoria e impressionando a todos.

AYRTON SENNA:

Ayrton Senna fez seu primeiro teste com a Williams em 1983, batendo o tempo do piloto oficial da equipe Keke Rosberg (que também está nessa lista dos talentos naturais) e o recorde de Donington Park para carros com motor aspirado. Na sua estreia em 1984, no primeiro treino oficial com a Toleman, ele foi 1,8s mais rápido que seu companheiro de equipe Jonnhy Cecotto, que era bi-campeão mundial nas motos. No GP Mônaco 84, um circuito de rua difícil e seletivo que ele nunca havia corrido, sob chuva ele chegou em 2o lugar e fez a VMR. Acabou o ano com 13 pontos, 3 pódios e 1 VMR na pequena Toleman. Todos esses feitos foram considerados impressionantes, digno de um piloto com muito TALENTO NATURAL.

Ayrton_Senna.jpg

MICHAEL SCHUMACHER:

Michael Schumacher no primeiro treino na F1 em Spa, pela equipe Jordan fez o 7o tempo, conseguiu ser 0,7s mais rápido que Andrea De Cesaris. Na corrida seguinte ele se transferiu para a Benetton, e no GP Itália, ele conseguiu ser 0,3s mais rápido que o Tri-campeão Nelson Piquet (que está nessa lista dos talentos naturais), feito considerado impressionante para um piloto sem experiência na F1, digno de um piloto com muito TALENTO NATURAL, mesmo que ele tenha perdido na pontuação geral nas 5 corridas que fez ao lado de Nelson Piquet.

Em 1991 Schumacher foi a mesma "pedra do sapato" de Piquet, que Piquet foi de Niki Lauda na Brabham em 1979. 

Schumacher.jpg

JUAN MANUEL FANGIO:

O argentino venceu o GP Pau 1950 e recebeu convite para correr na F1 pela equipe Alfa Romeu cerca de um mês antes da corrida inaugural da F1 no GP Inglaterra 1950. Na sua primeira corrida ele andou atrás do Farina e quebrou, mas já na segunda corrida em Mônaco, foi 1,6s mais rápido que Farina e passou a andar na frente do seu companheiro de equipe, vencendo 3 corridas. O Argentino só não foi campeão de 1950, por que quebrou o carro na última corrida do ano quando estava em 3o lugar na posição que precisava para ser o campeão. Mesmo assim o desempenho do Fangio ao longo do ano num carro que tinha acabado de conhecer, foi considerado surpreendente e merece estar na lista dos TALENTOS NATURAIS.

Fangio.png

LEWIS HAMILTON:

Na sua primeira corrida na F1 inglês Lewis Hamilton andou na frente do bi-campeão Fernando Alonso (também está nessa lista dos talentos naturais) e só depois que a equipe mudou sua tática de corrida, ele chegou atrás do espanhol. Na sua 6a corrida, no GP Canadá, ele fez a pole, ganhou a corrida e assumiu a liderança do mundial, fato considerado excepcional para um "calouro" na F1. Hamilton ganhou mais 3 corridas, liderou o campeonato até o GP Brasil 2007, quando perdeu o título por 1 ponto para Kimi Raikkonen, mas ainda assim merece estar na lista dos pilotos com TALENTO NATURAL.

A pressão que Hamilton deu em Alonso em 2007, foi a mesma que Schumacher deu em Piquet na Benetton em 1991.

Lewis_Hamilton_2016_Malaysia_2.jpg

ALAIN PROST:

No seu primeiro treino oficial na F1, Alain Prost foi 1s mais rápido que seu companheiro John Watson e marcou 1 ponto logo na sua primeira corrida no GP Argentina 1980 pela McLaren, que nessa temporada tinha um carro bem ruim. No final do campeonato em largadas ficou Prost 7 x 2 Watson e o francês só não ficou na frente do experiente inglês por que não correu em 3 corridas (Afr, EUA I e EUA II). O desempenho do francês chamou a atenção da Renault que o contratou para a temporada de 1981 e no GP França 81, ele obteve sua primeira vitória na F1, dando sinais que era um piloto diferenciado e com TALENTO NATURAL.

Prost XX.jpg

NELSON PIQUET:

 

O primeiro teste de Piquet em 20 de julho de 1978, foi num ultrapassado McLaren M23 ele fez 1m19s95, e impressionou os engenheiros pela forma que ele acertava o carro (Fonte: Jornal O Globo de 21/07/1978 pg 26). Ele foi apenas 0,7s mais lento que Patrick Tambay que treinou com o McLaren M26 mais moderno e usava pneus mais macios no mesmo dia. O brasileiro recebeu um convite para correr na F1 pela Ensign, depois fez uma corrida numa McLaren M23 de uma equipe particular, e depois recebeu convite e assinou contrato com Bernie Ecclestone para correr ao lado de Niki Lauda na Brabham. Em 1979, na primeira corrida da temporada (na sua 6a corrida), Piquet foi 0,7s mais rápido que Lauda. No geral da temporada o brasileiro bateu o austríaco 6 vezes e em 13 treinos. Levando em conta que Piquet não tinha prioridade de equipamento dentro da Brabham, esse resultado foi surpreendente e mostrava que o brasileiro tinha muito TALENTO NATURAL. No final do ano Lauda se retirou da F1 e Bernie Ecclestone deu entrevista dizendo que Lauda abandonou a F1, pois estava andando atrás de Piquet, o que não deixa de ser verdade.

Nelson_Piquet.jpg

KEKE ROSBERG:

Em sua segunda corrida a bordo de um carro de F1, numa prova não válida para a F1, em 18 de março de 1978, pela pequena Theodore, Rosberg chamou atenção por vencer debaixo de uma tempestade, a Internacional Trophy em Silverstone derrotando pilotos como Emerson Fittipaldi, Niki Lauda, Mario Andretti, James Hunt e Ronnie Peterson (vídeo dessa corrida no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=IJYen7mZvLM). Em 1980 ele se transferiu para a Fittipaldi e não tomou conhecimento do primeiro piloto (Emerson Fittipaldi), nos qualifyings na Argentina e no Brasil o finlandês foi respectivamente 2,5s e 1,1s mais rápido que o brasileiro, demonstração clara de TALENTO NATURAL No geral da temporada Rosberg derrotou Emerson por 10 x 5 nos treinos e na tabela de classificação 6x5 pontos, esse feito chamou a atenção de Frank Williams que o contratou para 1982.

Keke_Rosberg,_Zandvoort,_03-07-1982.jpg

EMERSON FITTIPALDI:

Emerson no seu 1o teste na F1 fez 1m22s6 num Lotus 49 C, bateu por 1 décimo o tempo que Jo Siffert tinha feito no treino do GP Inglaterra 1969 com o mesmo carro. Ele estreou na F1 em 1970 no Lotus 49C no GP Alemanha e ficou a apenas 0,2s de John Miles que usava o Lotus 72 e era piloto titular da equipe. Isso fez Colin Chapman lhe dar a chance de correr no Lotus 72, após a morte de Jochen Rindt. O brasileiro não perdeu a oportunidade e na sua primeira corrida com o Lotus 72 (sua quarta corrida na F1), ele venceu o GP EUA/1970 e deu o título "post mortem" a Jochen Rindt, mostrando ter TALENTO NATURAL. Em 1972 Emerson seria o mais novo campeão do mundo até então com 25 anos e com apenas duas temporadas completas na F1. Esse recorde de campeão mais novo na F1 só seria batido por Alonso (que está nessa lista) em 2005.

Emerson_Fittipaldi.jpg

JIM CLARK:

O escocês entrou na equipe Lotus, no meio da temporada de 1960 e mesmo tendo largado atrás de Innes Ireland (companheiro de equipe que viria a ser seu desafeto no futuro), ele teve resultados surpreendentes para um calouro, conseguindo 5o lugares nas suas 2a e 3a corrida (igual Senna na África do Sul e Bélgica 1984) e conseguiu um pódio na sua 5a corrida na F1 (igual Senna no GP Mônaco 1984). Em 1961 Jim Clark não fez uma temporada tão boa, perdendo nos pontos para seu companheiro de equipe Innes Ireland, ainda brigou com ele e o exigiu que o inglês saísse da equipe. Mas que fique claro que nesse ano a Lotus estava bem inferior a Ferrari e Clark teve problemas durante a temporada (quebras e acidentes).

Jim_Clark wiki.jpg

JACKIE STEWART:

Jackie Stewart foi recordista de 11 vitórias num ano na F Ford Inglesa (recorde que seria batido por Senna em 81 e 82). No seu primeiro teste na Cooper na F1 em 1964 bateu o recorde dos pilotos oficiais e na F1 fez uma estreia surpreendente em 1965 pela BRM, marcando ponto na sua primeira corrida (África do Sul). Nas demais corridas, ele andou no nível do seu companheiro Graham Hill, venceu sua primeira corrida nessa temporada (Itália) e ficou num excelente 3o lugar na tabela do campeonato, atrás apenas de Clark e Hill, dois pilotos já campeões na F1. Isso já mostrava quanto TALENTO NATURAL ele tinha.

Jackie_Stewart.jpg

JAMES HUNT:

James Hunt fez uma estreia "meteórica" em 1973 com um March da equipe Hesketh. Na segunda corrida chegou em 6o lugar. Na terceira corrida chegou em 4o lugar. Na quarta corrida chegou em 3o lugar e na sua sexta corrida chegou em 2o lugar. James Hunt marcou 14 pontos e se tornou a grande surpresa da temporada de 1973. Em 1975 ainda pela Hesketh, James Hunt comprova seu talento vence pela primeira vez na F1 o GP Holanda e termina o campeonato num excelente 4o lugar com 33 pontos. Seu TALENTO NATURAL chamou tanto a atenção que ele foi o escolhido para substituir Emerson Fittipaldi na McLaren em 1976. 

James_Hunt.jpg

FERNANDO ALONSO:

Fernando Alonso no primeiro teste na F1 em 2000, foi muito rápido logo de cara e isso chamou a atenção de Flavio Briatore que o contratou para ser seu piloto. Em 2001 ele correu pela Minardi, andou sempre muito na frente de Tarso Marques que era mais experiente do que ele, mas o que surpreendeu é que chegou a se classificar algumas vezes na frente das Benettons que era um carro bem melhor que a Minardi. Em 2002 ele virou piloto de testes da Renault e em 2003 piloto titular, andando na frente de Jarno Trulli, um piloto muito bem conceituado na F1. O Espanhol aos 21 anos venceu o GP Hungria 2003 dando uma volta no seu companheiro de equipe Jarno Trulli e no Schumacher, fato digno de um piloto com TALENTO NATURAL.

Alonso_2016.jpg

JEAN ALESI:

Na sua estreia na F1, Jean Alesi chegou num surpreendente 4o lugar no GP França 89 pela Tyrrell. A partir do GP Alemanha 89 (sua 3a corrida na F1) ele começou a meter tempo nos treinos no piloto oficial da Tyrrell (Jonathan Palmer), sendo às vezes 1 segundo mais rápido que o inglês. Em 1990, ainda na Tyrrell o francês fez corridas espetaculares chegando a liderar o GP EUA 90 (terminou em 2o lugar) e chegando em 2o lugar no GP Mônaco 90, somente atrás de Senna, especialista em circuitos de rua. Isso mostrava o TALENTO NATURAL de Alesi com apenas 15 corridas na F1, mas infelizmente ele jamais teve um carro realmente competitivo para mostrar seu talento como piloto na F1, e todos sabem que sem CARRO BOM ninguém faz milagre. É o único dessa lista que NÃO foi campeão na F1. 

Jean_Alesi.jpg
bottom of page